Livro Sonho ou Realidade

Pr Fabio banner

Culto ON Line

RELACIONAMENTOS NO LAR

LUCAS 15:8-10 (A DRACMA PERDIDA)

O QUE TEMOS PERDIDO DENTRO DO LAR? O QUE PRECISAMOS RESGATAR PERDIDO DENTRO DE CASA?

Algumas coisas de maior valor em nossas vidas temos perdido dentro de casa:

1) Respeito: entre cônjuges e entre pais e filhos.

2) Confiança: uns pelos outros, por falhas, erros, decepções e até mesmo por falta de perdão.

3) Alegria dentro do lar: não há mais o prazer de voltar para casa. Só há reclamações, falta de humor. Há pessoas miseravelmente felizes! Se anulam em tudo para que o outro seja feliz.

Há pessoas extremamente radicais, nada flexíveis dentro do lar.Perdendo todos porque nao cedem.    Estruturas que balançam não caem, mas as rígidas racham e quebram. Talvez você seja a rigidez que impede a família ser feliz. Dê espaço para existir alegria em seu lar. O lar é o espaço  para pessoas  serem felizes e amarem voltar para casa.

4) Capacidade de Comunicação no lar: Não dialogamos, não compartilhamos idéias.

COMO SE RECUPERA O QUE SE PERDEU?

1) Procure o que perdeu até achar! diligentemente V.8 (intensamente no tempo exato ate encontrar. O diabo adora que você desista do que perdeu. Deus precisa de sua disposição em querer e não o “seu muito”. Você esta convidado por Ele a buscar sempre.

2) Acenda a candeia: A candeia é a Palavra.  Examine com clareza à luz da Verdade. ” Examine pois a si mesmo” Coloque a luz nos fatos para ver como, o que e quem perdeu, permitindo a Luz trazer a verdade.  ” sem a síndrome do tô certo” Descubra suas falhas!

3) Limpe a casa: Tire o lixo de casa. O que tem sido lixo em seu lar? TV, computador, redes sociais, ressentimentos? Ressentir é voltar a sentir. Desentranhe, arranque com a raiz e tudo e enterre como fazemos com o defunto. Tire de dentro de casa tudo o que te controla. Fuja e resista ao Pecado.

4) Celebre a vitória :  Ao achar dê uma festa V.9, celebre tudo que recuperou. Chame amigos, compartilhe das maravilhas que Deus tem feito. Testemunhe as vitorias alcançadas.

Quais as coisas mais preciosas você perdeu em seu lar? Está decidido intensamente a  recuperar?

Você está convidado a não abrir mão do maior presente que Deus escolheu para você: sua família. Não  aceite que os seus povoem o inferno, não foi para isso que Deus lhes entregou. FAMILIA INABALAVEL não é sinônimo de ausência de conflitos, mas são as Estruturas que balançam com Cristo no barco e não naufragam! Viva o novo de Deus em sua vida e sua familia.

Pr. Cidaco

SANTIDADE NA FAMÍLIA

Como tem sido difícil viver a santidade na família, principalmente nos dias atuais, em virtude dos constantes bombardeios de informações venenosas, oriundas das novelas, filmes, noticiários, etc. O pecado sutilmente entra em nossa casa causando destruição e minando nossas forças. Mas o que o pecado faz?

  • Tira a inocência

Adão e Eva viviam no Jardim do Éden e nunca tinham percebido a sua nudez, somente quando pecaram que descobriram. (Gn 3:7)

  • Faz esconder de Deus

O pecado faz o homem fugir da presença de Deus, precisamos a cada dia buscar mais a Deus e fugir do pecado. (Gn 3:8)

  • Tira a responsabilidade

Logo no primeiro pecado da humanidade percebemos Adão tirando sua responsabilidade e colocando em Eva, porém Adão era o cabeça do lar e tinha a responsabilidade sobre sua família. (Gn 3:12)

  • Afasta o amor

O pecado leva ao egoísmo, quando Adão culpou Eva, esqueceu que eles eram uma só carne. (Mt 24:12)

Onde há pecado está presente a desunião, rancor, ira, discórdia, inimizade, angústia, etc. Porém, o perdão é uma ferramenta poderosa, que pode ser usada para destruir todo sentimento negativo que habita no coração do ser humano. A condição para termos o perdão é de perdoar pessoas. Perdão é uma decisão que precisamos tomar para que haja reconciliação.

“se, porém, não perdoardes aos homens as suas ofensas, tampouco vosso Pai vos perdoará as vossas ofensas.” (Mt 6:15)

Após a destruição de todo mal, raiz de amargura ou qualquer outro tipo de maledicência (pecado) é necessário que haja um cultivo da espiritualidade, para que possamos manter uma vida em santidade diante de Deus. Mas, o que devemos fazer?

  • Ter uma vida santa (Rm 12:1)
  • Ter diariamente um Tempo a Sós com Deus (Mc 1:35)
  • Alimentar-se da Palavra de Deus (Sl 1:1-2)

Diante disso, devemos a cada dia estar vigilante e lutando para que o pecado não se instale em nossa casa. Só assim, poderemos estar diante de Deus e desfrutando de uma santidade na família.

Min. Saint Clair e Min. Gianni

OS DEVERES DO MARIDO E DA ESPOSA

Família e Igrejas são as únicas Instituições criadas por Deus. Família é a célula principal da sociedade. Se ela vai bem a sociedade vai bem. A igreja é forte se as famílias são saudáveis e relevantes.

Como cristão temos que nos posicionar contra a banalização da família e seu papel. Não vamos apenas conhecer os princípios bíblicos sobre família, mas sim vive-los e ser modelo. Nossa juventude está precisando encontrar mentores que os ensine o que é ser família. Seja um mentor para a próxima geração para que venham a constituir famílias firmes e inabaláveis.

I Coríntios 7:3 “O marido pague à mulher a devida benevolência, e da mesma sorte a mulher ao marido. ” (grifo nosso)

Pague neste texto significa estar em débito com alguma coisa ou alguém. Nós temos uma dívida a ser paga no casamento! Por isso quando casamos pensamos em fazer o outro feliz. Aquele que casa para buscar suprir-se a si mesmo está fadado ao fracasso na família. Nosso objetivo é fazer o outro feliz!

Por isso cada qual deve estar atento ao seu papel:

MARIDOS:

1) Deve ser o cabeça do lar – I Coríntios 11:3 – Governar e conduzir através do respeito. Conduzir além das coisas naturais, do dia a dia no lar, mas ser o sacerdote do lar, pois tem responsabilidade espiritual para com filhos e esposa.

2) O marido deve amar a sua esposa, assim como Cristo amou a Igreja – Efésios 5:25-26.  O padrão é alto pois compara ao amor sacrificial de Cristo. O marido decide amar a esposa e a conquista com seu amor, carinho, valorização. Há um preço alto a ser pago – Colossenses 3:19.

3) O marido deve ser o amante da esposa, cuidar da esposa, suprindo suas necessidades sexuais. (expressão da intimidade física) – I Coríntios 7:1-5.

4) Deve ser provedor – Efésios 5:29 –  É o exemplo de Jesus provendo alimento espiritual para a Igreja. É o marido responsável pela provisão material financeira, emocional e Espiritual de seu lar.

5) Deve ser protetor – Gênesis 2:15

ESPOSAS:

  • Deve ser ajudadora – Genesis 2:18 , Provérbios 14:1 e I Pedro 3:1.
  • Submissa – Efésios 5: 22-24 – Ore pelo seu marido. Filhos e esposa devem honrar o marido.
  • Administradora do lar – Tito 2:5 e Prov. 31 10-27.
  • A esposa deve ser amante de seu marido – I Coríntios 7:4 -5. O ato sexual é o momento mais espiritual de um casal. Provérbios 27: 7.

Amados, Deus tem vida abundante em todos os sentidos para nós e quer que vivamos verdadeiramente a sua imagem e semelhança, que experimentamos um casamento em sua plenitude. E Deus tem restauração para as áreas de seu casamento hoje!  Posicione-se, portanto, conforme descrito em Marcos 10.19: “O que Deus uniu não separe o homem”. Honre o seu Deus cuidando do Projeto que Ele arquitetou e tenha uma família INABALAVEL.

Pr. Yan – Por Cris Arantes

Conhecendo os propósitos de Deus para a família

Deus levou seis dias para criar todas as coisas. E preparar tudo com excelência: “viu Deus que era bom” (Gen 1:18).   A razão para lermos sobre que Deus viu ser bom o que fazia, demonstra que Ele se deleitou em toda a Sua criação, vendo nela as características de Seu perfeito querer.

O que era sem forma Ele deu forma. O que era vazio Ele preencheu. O que era caos Ele colocou ordem. O que era trevas Ele trouxe luz.

Deus preparou tudo para então Ele fazer o homem. E a palavra nos diz que Deus fez o homem a sua imagem e semelhança. Desde o início Ele separa o homem para conhece-lo e ser a imagem Dele no mundo. Se as pessoas hoje querem encontrar Cristo onde elas devem procurá-lo? Nos filhos de Deus. Os filhos se parecem com seus pais, agem como seus pais, levam valores dos pais… E Assim somos nós com Deus, o nosso Pai Celeste.

Na criação, Deus viu uma necessidade no homem: A necessidade de relacionar-se.

O homem tinha um bom lugar para morar, comida, tinha companhia de animais, mas precisava de algo mais. Precisava de relacionamentos. E assim Deus criou a mulher para Adão. A mulher foi criada como auxiliadora (ajudante) idônea, como companheira.

Ambos se completaram: Homem e mulher e então formaram uma família.

  • Deus cria a família como a base da humanidade, por isso a família que tem a tarefa de instruir o indivíduo.
  • A família é onde o homem aprende a relacionar-se.
  • A família é a base da vida em sociedade
  • A família é responsável por providenciar proteção: espiritual, emocional e física

Na Bíblia aprendemos que formação de uma nova família exige:

  1. Separação: deixar casa paterna:
  • O ato físico de saída do lar é importantíssimo, pois quebra os vínculos de dependência e forma uma nova célula familiar interdependente.
  • Respeitar, honrar e amar os pais, porém priorizar o cônjuge.
  • Para deixar o antigo e lançar-se ao novo é necessário: desapegar e adaptar-se.
  • Não levar para o novo lar bagagens excedentes: manias, mágoas, costumes do casamento dos pais (Tipo: “mas meus pais eram ou agiam assim”).
  1. Respeito: A postura do casal:

O casal adota então uma nova postura: Física, Espiritual, Financeira e Emocional

A nova unidade familiar merece o respeito de seus pais e de toda a sociedade. O casal

recém-casado deve ter liberdade de planejar, organizar e viver a vida comum do lar como marido e mulher.

Propósitos de Deus para uma família inabalável

Deus é o autor da família e a instrui para cumprir os seus propósitos na terra. Eis alguns deles:

  1. Refletir o caráter de Deus: Deus instruiu a família para refletir ao mundo a sua santidade, amor e todos os aspectos do seu caráter e influenciar as pessoas a buscarem o mesmo tipo de vida.
  2. Reprodução da imagem e Semelhança de Deus.

Gênesis 1 –  27. Criou, pois, Deus o homem à sua imagem; à imagem de Deus o criou; homem e mulher os criou. 28. Então Deus os abençoou e lhes disse: Frutificai e multiplicai-vos; enchei a terra e sujeitai-a; dominai sobre os peixes do mar, sobre as aves do céu e sobre todos os animais que se arrastam sobre a terra.

Essa palavra de Deus foi dita antes da queda do homem, Deus queria que a terra fosse cheia da sua imagem e semelhança. Infelizmente, com a entrada do pecado no mundo, essa imagem e semelhança ficou distorcida, mas Deus começa o processo de restauração em Cristo.

Como resultado do amor chegam os filhos e a biblia afirma que:  Salmos 127 –  3. Eis que os filhos são herança da parte do Senhor, e o fruto do ventre o seu galardão. 

  1. Felicidade e bem estar do ser humano.

Gênesis 2 –  18. Disse mais o Senhor Deus: Não é bom que o homem esteja só; far-lhe-ei uma ajudadora que lhe seja idônea.

. Quando homem e mulher se unem em matrimônio, sentem felicidade, realização e a satisfação de juntos cumprirem os propósitos de Deus. No casamento, os cônjuges se completam física e espiritualmente. E o fato de serem abençoados por Deus os faz felizes e realizados.

Uma família que vive os princípios da Palavra de Deus

  1. Tem proteção espiritual.

A presença de Deus, abençoando a família, traz uma segurança espiritual no lar. A família precisa ter um ambiente onde a presença do Senhor seja vivida.

  1. Tem proteção emocional.

Os princípios sobre a família descritos na Palavra de Deus trarão uma grande segurança emocional. O marido, dependendo de Deus, sente-se seguro para dirigir a sua família. A esposa se sente segura, sabendo que o seu marido vai cumprir o papel de líder, protetor e provedor da família. Os filhos sentem segurança da presença, amor e cuidado dos seus pais.

  1. Tem proteção física.

O ambiente familiar também prove segurança física. Nos momentos difíceis, nas lutas e tribulações, o lar sempre é um lugar de refúgio.

Precisamos de famílias modelo, abençoadas por Deus.

Durante estes 40 dias de Jejum e Oração, além de aprendermos e reforçarmos os princípios bíblicos, vamos orar para que Deus continue preservando a instituição familiar e naturalmente vamos combater o movimento diabólico que quer destruir a família.

Que Deus nos ajude a fazer de nosso lar um lugar propicio para Jesus estar.

IGREJAS COM LITURGIA ADAPTADA À REALIDADE DOS MEMBROS

“Ao pôr do sol, o povo trouxe a Jesus todos os que tinham vários tipos de doenças; e Ele os curou, impondo as mãos sobre cada um deles”. Lucas 4.40

Estamos estudando o Livro: Igrejas que prevalecem do Pr. Carlito Paes, nesse estudo abordamos o tópico Igrejas com uma Liturgia adaptada à realidade dos membros, vimos que as igrejas que prevalecem valorizam as pessoas, e não coisas. Como o Senhor Jesus nos tem ensinado na sua Palavra devemos amar ao próximo como a nós mesmos, para isso temos que valorizar e investir em almas (pessoas), mostrando que o ser humano é importante no Reino de Deus.

Uma das maneiras de avaliar a vida de uma igreja é por suas celebrações, e a maneira mais simples é observar o culto público. Não perdemos uma oportunidade de evangelizar, convidar não crentes, para que venham à igreja, aprender o que é o amor de Deus e como se faz para adorá-lo. Exemplos de atuação da Igreja Batista no Moneró nas suas celebrações onde convida a comunidade: Auto de Páscoa, Dia das Mães, Mês da Família, etc. Essas celebrações agem como reflexo direto na vida da Igreja.

Igrejas que prevalecem não fazem uso de uma liturgia morta, e sim de uma liturgia viva, que está em constante avaliação e mudança. Por isso que nosso culto precisa ser avaliado constantemente. Usamos de estratégias nas Celebrações, para que com a sabedoria do Senhor possamos pregar o seu amor, ensinar a sã doutrina. Incluindo em sua liturgia momentos de Comunhão, momentos de Cura e Restauração pelo poder do Espírito na ministração da Palavra e da Intercessão.

Quando entendemos que Igrejas que prevalecem adotam um estilo mais casual, que combine com o dia a dia delas, tanto na pregação quanto na ministração do louvor. As pessoas sempre serão mais importantes que as estruturas.

Podemos responder a seguinte pergunta, sem nenhuma dúvida:

– Qual a liturgia que está mais voltada para as pessoas?

Valorizar e Amá-las.

Que esse seja sempre o nosso desafio, Glória a Deus!

Deus abençoe a vida de vocês…

Ministra Patrícia Sabbatino.

IGREJAS QUE MANTÊM TRADIÇÕES SEM SE TORNAR TRADICIONALISTAS

“TRADIÇÃO é a fé viva dos que já morreram; TRADICIONALISMO é a fé morta dos que ainda vivem”.  Charles Swindoll

Precisamos ser tradicionais, e não tradicionalistas! O próprio Jesus falou contra o tradicionalismo dos escribas e fariseus em Mt. 15:1-3 e 6: “Então chegaram de Jerusalém alguns fariseus e mestres da lei e perguntaram a Jesus: ‘Por que os seus discípulos desobedecem às antigas tradições judaicas? Pois eles não obedecem à nossa cerimônia de lavar as mãos antes de comer’. Jesus respondeu: ‘E por que as tradições de vocês desobedecem aos mandamentos diretos de Deus?’ Assim, por meio da sua regra feita pelos homens, vocês anulam a ordem direta de Deus”.

Algumas características de igrejas TRADICIONALISTAS:

1) Centradas no homem e nas instituições;

2) Vivas, mas com a fé morta;

3) Valorizam muito a aparência e o passado, aliás, vivem de passado;

4) São implacáveis com os que erram;

5) Tem dificuldade de perdoar e de aceitar mudanças; e

6) Valorizam mais os pensamentos do homem do que o pensamento de Deus.

Algumas características de igrejas TRADICIONAIS:

1) Centradas na Pessoa de Cristo;

2) Valorizam mais o ser humano do que a instituição;

3) Valorizam homens e mulheres do passado como aqueles que são mencionados em Hb. 11, como um legado rico de experiências com o Senhor e com o próximo;

4) Ligam o passado ao presente visando a construção de um futuro promissor;

5) Não vivem simplesmente de passado, mas tem um olhar clínico no presente, planejando para o futuro; e

6) Olham para o futuro com fé, confiança e esperança.

Igrejas que prevalecem mantém viva suas tradições, de forma sadia e natural. Não existe nenhum mal na tradição quando ela serve de referência, identifica nossas raízes e nos dá identidade.

A tradição passa a ser um problema quando ela começa a dirigir a igreja, engessando suas ações, trazendo inflexibilidade e anulando a atuação do Santo Espírito de Deus na vida orgânica da igreja.

As igrejas que prevalecem mantêm a TRADIÇÃO dos princípios vivos da Palavra de Deus!

Não devemos jogar fora a história e a tradição da nossa igreja. Devemos preservar suas raízes sem cultuá-las, sendo gratos pelo passado e continuando a trajetória com os olhos no futuro.

Mudanças nos mostram que nossa igreja está viva!

Sejamos como a águia! Cheios de coragem, que  olha sempre para o alto, que não aceita ficar preso e que voa muito, muito alto.

“E agora, assim como vocês receberam Cristo Jesus, o Senhor, continuem a viver nEle. Deixem que as raízes de vocês se aprofundem nEle e extraiam dEle a nutrição. Continuem crescendo no Senhor, e tornem-se fortes e vigorosos na fé, como foram ensinados. E que a vida de vocês transborde de alegria e gratidão.Não permitam que outros lhes estraguem a fé e a alegria com suas filosofias erradas e superficiais baseadas em idéias e tradições humanas e nos rudimentos elementares deste mundo, em lugar daquilo que Cristo disse”. Cl. 2:6-8

IGREJAS QUE EVANGELIZAM DE MODO NÃO CONVENCIONAL

Podemos citar como significado de Convenção: 1- Que segue ou resulta de um conjunto de costumes, hábitos e usos: comportamento convencional. 2- Estabelecido pelo uso ou pela prática; tradicional. 3- Que obedece padrões ou regras já estabelecidas; comum. 4- Diz-se de quem se comporta segundo regras sociais.

Em 1 Coríntios 9:22, o apóstolo Paulo escreve o seguinte:

“Para com os fracos tornei-me fraco, para ganhar os fracos. Tornei-me tudo para com todos, para de alguma forma salvar alguns.”

O modo convencional, como entregar panfletos e culto ao ar livre, foi utilizado como evangelismo, por muitos anos, mas vivemos em uma época que o número de cristãos tem crescido de forma exponencial, em virtude da visão ousada de vários líderes, que de forma incansável e estratégica, tem trabalhado no sentido de chegar a todas as classes sociais, utilizando novas ferramentas.

O evangelismo precisa ser um estilo de vida de todo cristão e não um programa de calendário. O evangelismo faz parte de nossa natureza como indivíduos, não pertence exclusivamente a uma casta de pessoas com um chamado exclusivo. Podemos chegar até o homem sem Jesus, com abordagens mais contextualizadas e pessoais.

Os eventos não mudam a vida de ninguém, eles são estratégias criadas para atingirmos os propósitos de Deus. Devemos utilizar na pescaria múltiplos anzóis, porque as pessoas são diferentes, por isso precisamos oferecer opções diferentes. Devemos ir aonde o povo está porque cada coração não cristão é um campo missionário. Em Colossences 4:5 está escrito:

“Sejam sábios no procedimento para com os de fora; aproveitem ao máximo todas as oportunidades.”

Nosso pastor, Fábio Zambaldi, tem trabalhado incansavelmente em busca de alcançar mais almas para Cristo, com a visão estratégica, dada por Deus, através dos vários tipos de “eventos-pontes”: célula, judô, cinema, espaço kids, auto de páscoa, pescaria, festa na roça, etc.

Diante disso, fica essa pergunta: o que você tem feito por aqueles a quem Jesus deu a própria vida na cruz ?

A Paz de Cristo,

Min. Saint Clair